Arquivos do Blog

Urubus garçons…

“Os urubus também precisam de Jesus…” – eis um trecho de uma canção (!?) que ouvi há anos, cujo contexto não conheço, o que contribui para que eu nem consiga imaginar o que o compositor intencionava ao escrevê-la. O que acontece é que ela sempre me faz sorrir! E falando em urubus, você aceitaria tê-los como garçons?

Pois é. Isso já aconteceu. Conforme a história bíblica da vida do profeta Elias, o qual profetizou três anos de seca sobre o reino de Acabe, essas aves de rapina foram o meio de sustento que Deus usou para manter vivo e escondido o seu servo. Você pode conferir a narrativa no Antigo Testamento, primeiro livro dos Reis, capítulo 17, versículos 1 a 7.

Elias teve que fugir, pois o rei, certamente, não o queria como amigo, muito menos respirando. Acabe não era temente a Deus e Elias foi o escolhido para dar os “puxões de orelha”. Admiro a coragem dos profetas que entregam a verdade, independentemente das possíveis consequências. Elias era desse grupo seleto.

Mais seleto ainda por confiar cegamente, numa época em que não acredito terem ouvido que os urubus, mesmo se alimentando de carniça, tem o organismo purificado ao alçarem voo além da camada de ozônio, inspirando o ar que lá está. Apesar de não ter encontrado comprovação para isso, essa crença ameniza a ideia de comer pão e carne carregados pelas garras ou bicos desses abutres.

Impossível imaginar a quantidade de bactérias e doenças que podem ser transmitidas, além do mau odor que esses garçons caracteristicamente tem, pois fazem xixi nas próprias pernas para diminuir a temperatura corporal. Chega a revoltar o estômago, pensar em alimentar-se com tal visão e olfato. Mas, para a visão espiritual, a confiança irrestrita no poder de Deus bastava.

Confiança essa questionada, julgada e menosprezada em dias de tanta correria e troca de informação veloz, bem como de coaches incentivando a automotivação – nada contra esse belo trabalho, pelo contrário (“clap-clap”). Para que precisamos depender do poder de Deus? Temos os conhecimentos das mais diversas áreas nos fortalecendo, temos tecnologias que facilitam tudo, temos, temos, temos…

Temos só que trabalhar, até à exaustão, se não quisermos viver na mediocridade e sermos exemplos de sucesso… Aí é que o negócio pega! O corpo e a mente tem seus limites e os cobram. Cedo ou tarde, chega a dúvida ou a certeza de que não conseguimos sozinhos ou de que precisamos frear de vez em quando…

Então, a solução, a principal e a mais certa, será a confiança em Deus. De que Ele está no controle, de que Ele sabe tudo, de que Ele conhece nosso futuro, de que Ele sabe o que é melhor para nós, de que Ele trabalha enquanto podemos descansar, se apenas e tão somente, confiarmos… Assim como Elias, que aproveitou os serviços “urubescos”, sem questionar.

Anúncios

Vai um cineminha, aí?

Quem ‘tá a fim de assistir aOs Vingadores\o/

Convite digno esse, não é, Alana? Confesso que estou morrendo de vontade de ir ao cinema para conferir esse filme. Os comentários e postagens nas redes sociais dizem que ficou muito bacana e que já é mais um dos batedores de recordes de bilheteria.

O que faz um longa-metragem ser um sucesso desses? Será o lance dos recursos gráficos modernos utilizados, gerando efeitos fantásticos? Sentir o drama da história envolvendo o bem na luta contra o mal, com muita ação e adrenalina? Os super-heróis arrebentando, cada qual com seus valores, com os quais tentamos nos identificar?

Acredito que o ‘mix’ de todos esses ingredientes geram esse resultado milionário e a disposição dos cinéfilos #entenda-se:quemcurtecinema em enfrentar filas e esperar pela disponibilidade dos ingressos e horários, mesmo sem a certeza de rolar o programa combinado no mesmo dia…!

Mais tenso que isso é ir, mesmo sem gostar do gênero, para estar com a galera. Por exemplo, só se estivesse maluca pra gastar tempo e dinheiro com filme de terror! #nuncameconvideplease Mas, sei da importância para a fase ‘teen’ de se viver esse estilo #TamoJunto [ ]  

Isso dá a chance para parcerias que podem durar a vida inteira #entenda-se:amizadereal. A questão mais importante aqui são as escolhas feitas, desde um filme até um negócio mais sério, tipo com quem se casar {♥ ♥ ♥}, pois cada escolha é revelada em ações, as quais tem consequências.

Em uma estatística feita entre adolescentes brasileiros,  #nolinkhttp://cgoulart.tripod.com, a maioria prefere:

  • comer pizza e sanduíches, sempre em companhia dos amigos;
  • comprar em shoppings centers, com um olho na etiqueta e outro no preço;
  • beber coca-cola e guaraná, mas, também, achocolatados e sucos naturais;
  • comprar, se pudesse, uma bmw ou o novo uno, dos nacionais;
  • usar mochila e boné #osmano ou bolsa e perfume preferido #asmina;
  • curtir o som de Justin Bieber, Luan Santana, Demi Lovato, APC 16, Khorus, Barlow Girls, Pâmela etc;
  • “ir na onda” e seguir a turma, influência que se estende até à carreira escolhida.

Quando levei esses dados aos alunos da Classe dos Adolecrentes, da EBD da Pib Caruaru, tendo apenas acrescentado o gosto deles no quesito música gospel não trazido no artigo original, achei super interessante saber que os caruaruenses são diferentes na categoria profissão ou carreira, pois afirmaram que a característica do “ir na onda” não tinha nada a ver com eles e que se sentiam livres para fazer essa escolha!

Obviamente, fiquei feliz d+ com essa postura. 😀 E é exatamente isso que quero incentivar aqui e agora: fique de olho vivo, adolescente, a cada nova escolha = ação = consequencia! Como escreveu o grande Paulo: “O que o homem semear, isso também colherá!” (Carta aos Gálatas 6:7b) E é pra valer: o semear sempre vem antes do colher! E não espere colher laranjas doces em um pé de limão, ok? Como indagou o Mestre dos mestres: “Pode alguém colher uvas de um espinheiro ou figos de ervas daninhas?” (Evangelho segundo Mateus 7:16b)

Da hora é vc poder dizer, um dia, como Paulo, verdadeiro modelo de super-herói: “Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé.” (II Carta a Timóteo 4:7) Então:

Você quer ser amado? Ame.
Quer ser respeitado? Respeite.
Quer ter paz? Viva em paz com todos.
Quer tirar boas notas? Estude.

Quer assistir aOs Vingadores? Véi, na boa, compre um ingresso a + e me chame… 😉