Arquivo mensal: janeiro 2012

Paradoxo

Escrevi sobre o viver sem pressa… E, mesmo enquanto ainda digitava o texto, a ideia se tornou paradoxal para mim… Ao pensar nas letras de algumas músicas, como:

“Pra não dizer que não falei das flores”, que incentivava o povo à ação ao invés de à espera, principalmente através do refrão: “Vem, vamos embora / Que esperar não é saber / Quem sabe faz a hora / Não espera acontecer”;

“Feirante”, que retrata a vida sofrida e corrida do sertanejo, o qual não pode se dar ao luxo de diminuir o ritmo, como no trecho: “Arruma a cangalha na cacunda que a rapadura é doce mas não é mole não / E genipapo no balaio pesa /Anda, aperta o passo pra chegar ligeiro /Farinha boa se molhar não presta / Olha lá na curva a chuva no lagedo / Quem foi que te disse que a vida é um mar de rosas?”;

“Tocando em frente”, que incentiva a viver mais devagar, na cadência da natureza, ao dizer: “Conhecer as manhas e as manhãs / O sabor das massas e das maçãs / É preciso amor pra poder pulsar / É preciso paz pra poder sorrir / É preciso a chuva para florir”;

“Todos têm pressa”, que critica o sistema e pede calma, citando o ensino do Mestre: “Corre rápido senão vão te atropelar / Chega em primeiro lugar senão vão te humilhar / Num vale nada quem chega em segundo lugar / Droga de filosofia patética / Pra se dar bem se esquecem da ética / (…) / Pra quem está com pressa, eu digo, tenha calma / De que vale ganhar o mundo e perder a sua alma”; etc…

… vi-me diante de pensamentos contraditórios. Aí, voltei-me para a Sabedoria do Alto, procurando entender esse paradoxo real ou aparente da vida… Então, aprendi que devo correr como o compositor do Salmo 119:60, que cantou “Eu me apressarei e não hesitarei em obedecer aos teus mandamentos”, mas que, como o sábio Salomão, devo lembrar que “Os planos bem elaborados levam à fartura; mas o apressado sempre acaba na miséria (Provérbio 21:5)”.

Enfim, há verdadeira paz para quem segue sem se precipitar, mas que também age quando chega a hora certa! E “seja como for”, Deus continua no comando do Universo… 🙂

Para cantar: Seja como for, com a Banda Existência