Arquivo mensal: agosto 2011

Sonho de criança :-)

Tudo é possível quando somos crianças! Podemos sonhar os sonhos mais malucos e ousados, viver fantasias e utopias… 😀 Parece que aprendemos com mais facilidade e até sem sofrimento – claro, me refiro aqui às crianças que têm a oportunidade de crescer em um verdadeiro lar, onde há amor, respeito e dedicação entre seus membros. Perdoamos rapidamente também…

Então, inevitavelmente, crescemos… Os primeiros sentimentos negativos surgem e continuam a querer nos dominar durante a vida inteira, ainda mais quando, teimosamente, preferimos não ouvir conselhos e seguimos nossos próprios caminhos. O aprendizado acontece, mas, na maioria das vezes, da forma mais difícil… O pior é quando passamos a ignorar os sonhos da criança dentro de nós… 😦

Seguem-se tentativas diversas de boa convivência, apesar de todos pesares, conosco e com o mundo. Às vezes, o isolamento soa como a alternativa mais razoável; em outras, a indiferença em fazer novos amigos; ou ainda, um esforço enorme por autodomínio dos sentimentos ruins que teimam em ser nossos companheiros… Por que, quando se cresce, troca-se o simples pelo complicado?

Acho que desaprende-se a sonhar inversamente ao crescimento, infelizmente… Ou não se sonhou o suficiente, como Oscar Wilde já disse “É importante ter sonhos bem grandes para não perdê-los de vista quando os perseguimos…” Confesso que hoje estou precisando rever os meus sonhos de criança… Vou começar pela imagem que traz parte da letra de uma canção infantil que me acompanhava…

Resposta à canção: É preciso…

Para comunicação já se tem a definição teórica completa, a qual é usada repetidamente, por professores e consultores tentando desesperadamente comunicar o verdadeiro sentido da emissão x recepção x feedback, que deve(ria) acontecer sem os chamados ruídos, a fim de se alcançar o objetivo proposto…! Ufa! (Consegui comunicar algo?) Confesso que gosto da minha comunicação por escrito (reconhecendo que a capacidade ou, mais especificamente, a inteligência linguística vem do Pai das luzes…)! Mas, passando por uma situação nova de demonstração de amor a uma amiga, ouvi uma coisa tão simples entre a contação das suas vivências, que me deixou em um ‘estado de graça’ e gratidão pela mais nova lição…

Chego, agora, à conclusão de que eu não me comuniquei direito muitas, muitas vezes… Quando me preparo para ensinar algo, por exemplo, preocupo-me em preparar conteúdo suficiente para preencher o tempo disponibilizado para essa tarefa; preocupo-me em buscar formas mais e mais criativas e atuais de repassar um assunto para facilitar e enriquecer a compreensão e aprendizado; preocupo-me em apresentar começo, meio e fim, ou seja, idéias coerentes e coesas; preocupo-me em ter domínio do meu público-alvo através de pequenas estratégias ensinadas por diversos comunicadores; preocupo-me em adequar-me à realidade dos meus ouvintes ou alunos; etc.

Enfim, já fui elogiada como educadora, por minha dicção, por minha dedicação às pesquisas em busca de aperfeiçoamento justamente para comunicar-me eficazmente! E rendo glória e graças ao meu bom Deus, porque, por Sua infinita misericórdia deu-me habilidades e aptidões únicas; esclarecendo que o digo não por orgulho e, sim, no sentido de sermos especiais e o Senhor Deus ter um plano perfeito para cada indivíduo! E, mais uma vez, por Sua graça, aprendi que comunicar, na prática, é OUVIR ATÉ O FINAL o que o outro tenta nos comunicar… e só, então, responder – falando, sorrindo, chorando ou abraçando… = feedback 😀 A proposta da canção de Jota Quest pode ser alcançada!

Para cantar: É preciso, com Jota Quest.

Cura… :-)

“Espera-se a paz, mas não há bem; o tempo da cura, e eis o terror.” (Jeremias 8:15)

“Cura-me, Senhor, e sararei; salva-me, e serei salvo; porque tu és o meu louvor.” (Jeremias 17:14)

“Eis que eu trarei a ela saúde e cura, e os sararei, e lhes manifestarei abundância de paz e de verdade.” (Jeremias 33:6)

“Recuperação, restabelecimento, tratamento da saúde” = cura, conforme definição apresentada pelo dicionário.

Cura é algo de que todos precisamos, quase que durante a vida inteira… Pode ser de cunho emocional, espiritual ou físico. Todos apresentam seus níveis de dificuldade no processo da busca e da espera pelo(s) resultado(s). As reações variam de indivíduo para indivíduo.  Do momento da descoberta de uma doença,  passando-se pela não aceitação, pela frustração ou revolta, pela irritação ou indiferença até a aceitação e o querer superar, cada pessoa vivencia esses sentimentos em menor ou maior grau. Quando nessa busca pela cura, pode surgir o medo… E, em minha opinião, esse é o pior dos sentimentos, pois pode tolher o ânimo, a força de vontade… O que mais se precisa é coragem para, mesmo com medo, seguir em frente e voltar a “zerar a quilometragem”… 😀 Eis uma das facetas do frágil ser humano = eu!

Para cantar: Sou humano, com Bruna Karla



07 de agosto 2011 – Dia do adolescente batista

SOU UM ADOLESCENTE!

PARA O ADULTO, AINDA A PROGREDIR

PARA O MUNDO, APTO PARA O CONSUMIR

PARA OS AMIGOS, ALGUÉM PARA CURTIR

MAS EU SEI QUE ESTOU VIRANDO GENTE!

 

SOU UM ADOLESCENTE!

PARA MUITOS, TALVEZ, UM IRRESPONSÁVEL

PARA OUTROS, UM SER INCOMUNICÁVEL

PARA ALGUNS DIAS, DE HUMOR INTOLERÁVEL

MAS EU SEI QUE UM DIA SE APRENDE!

 

SOU UM ADOLESCENTE!

PARA MEUS PAIS, SEMPRE UM INFANTE

PARA OS PROFESSORES, SOU DESAFIANTE

PARA O TRABALHO, QUEM SABE INICIANTE

MAS SEI QUE É SÓ UMA FASE INCOSISTENTE!

 

SOU UM ADOLESCENTE!

PARA A IGREJA, SEU FUTURO JÁ PRESENTE

PARA A BÍBLIA, SOU UM JOVEM COMPETENTE

PARA DEUS, SOU UM FILHO OBEDIENTE

E SEI QUE ESSA É A VERDADE MAIS COERENTE!

 

SOU UM ADOLESCENTE!

NÃO QUERO SER DO PECADO CONIVENTE

MESMO A SOFRER POR SER DIFERENTE

DESEJO SEMPRE SEGUIR EM FRENTE

E MOSTRAR A TODOS QUE SOU CRENTE!

 

SOU UM ADOLESCENTE!

E DIANTE DO MEU SENHOR CLEMENTE

SUBMETO-ME HUMILDEMENTE

RECONHEÇO QUE SOU DEPENDENTE

ENQUANTO NESTE MUNDO DECADENTE!

 

SOU UM ADOLESCENTE!

COM CRISTO CAMINHO CONTENTE

POIS ELE ME PERDOA AMOROSAMENTE

MESMO QUANDO SOU INCONSEQUENTE

LIVRANDO-ME DA MORTE ETERNAMENTE!

 

SOU UM ADOLESCENTE!

AINDA EM MUITO INEXPERIENTE

MAS NÃO DESEJO SER RESISTENTE

DIANTE DA REALIDADE COMOVENTE

DO HOMEM CADA VEZ MAIS DESCRENTE!

 

SOU UM ADOLESCENTE!

UM SER ESPIRITUAL ASCENDENTE

TENTANDO SER UMA TESTEMUNHA EXCELENTE

DO AMOR DE DEUS A TODO VIVENTE

POIS FAZER MISSÕES É MAIS QUE URGENTE!

 

SOU UM ADOLESCENTE!

E VOU REPETIR CONSCIENTE

FAZER MISSÕES É MAIS QUE URGENTE!

AGORA DIGA COMIGO, BATISTA VALENTE

FAZER MISSÕES É MAIS QUE URGENTE!!!

Preciosidade…

Quando certas pessoas leem essa palavra – preciosidade -, logo lhes vem à mente algo relacionado a valores econômicos, como jóias, carrões, mansões… Para outras surgem imagens de câmeras fotográficas lhes rodeando, por amarem a fama, o ser celebridade, nem que seja por quinze minutos apenas… 😉 Para os pais, os filhos são lembrados; para os professores, os alunos; para os doentes, os medicamentos ou tratamentos e a possível cura; para os enamorados, o objeto desse sentimento; para os saudosos, o ente querido distante ou a terra natal; para os viciados, a droga, o álcool ou o cigarro; para o gourmet, ingredientes fresquinhos na feira; para os músicos, uma partitura e um instrumento a gerarem uma nova composição… Enfim, essa lista não tem fim, pois se se considera precioso aquilo que mais se precisa para o ser bem sucedido e alcançar-se um alvo, aquilo que dá status perante a sociedade ou aquilo cujo valor financeiro é maior.

Até as amizades são mais preciosas, às vezes, de acordo com a utilidade das mesmas, conforme o que puderem ou tiverem a oferecer… 😦 É pensando no esquecimento ou na desvalorização do que é realmente precioso que escrevo agora… Acredito que não há maior bem na humanidade que o próprio ser humano… Ah, o ser humano!!! O mesmo que menosprezou-se diante de bens materiais, o mesmo que diminuiu-se diante da ganância e da busca desenfreada pelo poder, o mesmo que esqueceu-se de si mesmo ao valorizar mais o ter do que o ser… E as atitudes resultantes dessa postura são praticadas todos os dias, passando de geração em geração, vivenciadas inconscientemente… Digo inconscientemente, pois é a explicação que encontro para tamanho autodesamor… Humanos machucam humanos; humanos desprezam humanos; humanos destroem humanos…

Acho que animais irracionais não se agridem tanto assim! Por isso conclamo a humanidade – e isso vale para mim também – a voltar-se para si mesma e usar toda a capacidade e inteligência na tentativa de recuperar o tempo perdido em tantas agressões… Conclamo os irmãos e vizinhos a pedirem perdão, a unirem as mãos e os corações, a acolherem aos marginalizados e sofredores, a abraçarem os que são alvos de preconceitos vários… O ser humano está carente de si mesmo; o ser humano precisa se recuperar; o ser humano só quer sentir e ter a real noção da sua preciosidade… Sei que é utopia imaginar um mundo novo assim… 😦 Mas, felizmente, creio em um soberano Deus, cujo amor perfeito é capaz de suprir as carências infringidas pela humanidade à humanidade… Quem busca nEle, com certeza, encontra… Amém? 😀

Para cantar: Sem razão, com Fellipe Magalhães

Abraços… []’s

Abraçar e ser abraçado é tão bom…! 🙂 Ainda ontem recebi um abraço de um aluno da EBD – o João Vitor – que aqueceu o coração… Acredito que o efeito foi maior por ter sido mais apertado, mais demorado… E isso foi inesperado, pois, geralmente, abraçamos várias pessoas de modo informal, quase que por costume. Não quero dizer que há maldade nisso; mas acaba virando rotina e não faz mais diferença…

Aliás, nós, os brasileiros, diferentemente de outros povos que se cumprimentam com uma reverência, o encostar dos narizes, um aperto de mão, beijos no rosto ou apenas verbalmente, gostamos de abraçar, independente de nos conhecermos há um tempo ou há uns segundos… 😀 Há os abraços dos torcedores de futebol, por exemplo, ao comemorarem um gol: até desconhecidos os trocam entre eles!

Virtualmente, o símbolo que acompanha o título deste post significa abraços… No dicionário, pode-se ler que abraçar é “cingir, cercar com os braços, reciprocamente”. E é a essa reciprocidade que quero me referir… Quando ela é real, pode trazer cura até! Não estou escrevendo para criticar, mas para incentivar a prática consciente: abracemos mais e sempre! Abracemos aos solitários, aos idosos, aos desprezados, aos que nos vendem frutas nas feiras, aos alunos, aos professores, aos pais, aos filhos, aos cônjuges…

Escrevo, ainda, para fazer recordar os abraços mais especiais; principalmente, o eterno abraço de Deus à humanidade, representado por Cristo na cruz… A recíproca a esse abraço é real em sua vida? Só esse abraço pode acabar com “tanto espaço dentro do abraço” (Carlos Trevisan)… 😀

Para cantar: Sobra tanta falta, com Teatro Mágico.